<
>

Seleção de críquete chegou minutos antes de tiroteio e escapou de massacre na Nova Zelândia

Ataque à mesquita em Christchurch, Nova Zelândia Getty Images

Por 'minutos', time de críquete de Bangladesh escapou de tiroteio em mesquita na Nova Zelândia. Segundo o técnico da equipe, Khaled Mashud, se a equipe estivesse lá 5 minutos antes, tudo teria sido pior.

Mashud confirma que todo o time está bem, no hotel e irão viajar de volta para casa nos próximos dias. "Os jogadores estavam chorando muito no ônibus, todos eles estavam muito afetados psicologicamente", disse o técnico.

"Tínhamos 17 membros do time no ônibus, como técnico eu tinha a responsabilidade de retornar ao hotel com todos eles. É realmente difícil, sentimos como se fosse um filme", disse o técnico.

O time foi à mesquita em um ônibus, antes de se dirigirem para uma coletiva de imprensa no Hagley Oval - estádio de críquete na cidade de Christchurch.

Alguns jogadores do time foram às redes após o acontecido, como Tamim Iqbal Khan: "Todo o time se salvou dos tiros! Experiência aterrorizante e, por favor, nos mantenha em vossas orações"

Mushfiqur Rahim: "Louvado seja Alá que nos salvou hoje durante o tiroteio na mesquita de Chritchurch. Somos extremamente sortudos. Nunca mais quero ver coisas assim acontecerem. Rezem por nós.

Segundo a primeira ministra Jacinda Ardern, os ataques terroristas às duas mesquitas na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia, deixou 49 pessoas mortas e mais de 40 em estado grave.