<
>

Conmebol encara novo escândalo na Libertadores e Sul-Americana

play
Gian Oddi detona novo escândalo na Conmebol: 'Eles são incapazes' (1:35)

Comentarista reprovou a 'várzea' que é a organização da entidade (1:35)

A Conmebol está novamente no olho da tempestade.

Em publicação desta quarta-feira, a emissora TyC Sports, da Argentina, informa que a Confederação Sul-Americana modificou os prazos de inscrição para a Copa Libertadores e Copa Sul-Americana, mas que muitos clubes não prestaram atenção e acabaram enviando as listas fora do tempo.

Pelo menos 20 clubes da América do Sul inscreveram seus elencos irregularmente nas duas competições. O número de times envolvidos pode ser confirmado graças à nota publicada nesta tarde pela Federação de Futebol do Chile, que assumiu o erro (veja aqui).

Vale lembrar que, nesta edição, o Barcelona de Guayaquil foi punido por conta de uma inscrição irregular. Como multa, a equipe do Equador tomou uma derrota por 3 a 0 para o Defensor, do Uruguai, na primeira fase da Libertadores.

De acordo com a TyC Sports, ao invés de sofrer sanções dentro de campo, como perda de pontos ou até mesmo eliminação, a entidade máxima do futebol sul-americano vai multar financeiramente as equipes, ou seja, não vai seguir o mesmo critério que teve com o time de Guayaquil.

A emissora argentina explica que a Conmebol vai optar apenas pela multa financeira em função da grande quantidade de clubes que teriam errado o prazo.

Na última temporada, o Santos sofreu uma pena pesada da entidade nas oitavas de final por utilizar Carlos Sánchez de maneira irregular. A consequência foi uma derrota por 3 a 0 para Independiente, da Argentina.