<
>

Brasil vence a Argentina, mas não se classifica para o Mundial sub-20

Getty

O Brasil está fora do Mundial sub-20. Neste domingo, o time comandado pelo técnico Carlos Amadeu enfrentou a Argentina pela última rodada do hexagonal final do Sul-Americano e até conseguiu vencer o clássico por 1 a 0, graças ao gol de Lincoln, de pênalti, mas o resultado foi insuficiente para que a equipe terminasse a competição entre os quatro primeiros colocados.

A seleção brasileira entrou em campo precisando vencer por 3 a 0 a Argentina para garantir vaga no Mundial sub-20, uma vez que o Equador bateu a Venezuela e o Uruguai empatou com a Colômbia, outros dois resultados dos quais o time canarinho dependia. O triunfo sobre os Hermanos, contudo, foi por apenas 1 a 0.

Desta forma, o Brasil perderá o Mundial sub-20 pela segunda vez consecutiva. Em 2017, o time canarinho também não se qualificou para a disputa do torneio que aconteceu na Coreia do Sul. Equador, Argentina, Uruguai e Colômbia estarão presentes no torneio que acontecerá ainda neste ano, na Polônia.

O jogo

Precisando abrir o placar o quanto antes, a seleção brasileira foi com tudo para cima da Argentina, mas só levou perigo à meta rival aos 16 minutos. Vitinho arrancou pela direita, recebeu lançamento em profundidade, se livrou da marcação e, ao cortar para o meio, bateu no cantinho esquerdo de Roffo, que fez a defesa sem dar rebote.

Os argentinos, por sua vez, responderam aos 19 minutos. Álvarez apareceu pela esquerda e chutou para o meio da área. A bola rebateu e sobrou para Maroni, que tentou arrematar de carrinho, mas o goleiro Phelipe chegou antes para fazer a defesa.

Somente na reta final do primeiro tempo que o Brasil, enfim, balançou a reds. Aos 37 minutos, Lincoln bateu para o gol de dentro da área, viu Roffo fazer a defesa e, no rebote, tocou para Rodrygo. O jovem promissor do Santos dominou, e a bola acabou batendo nos braços de Sosa, o suficiente para o árbitro marcar pênalti. Na cobrança, Lincoln finalizou de maneira bastante displicente, mas acabou marcando.

No início da etapa complementar a seleção brasileira por pouco não chegou ao segundo gol. Logo aos quatro minutos, Lincoln recebeu passe em profundidade de Igor Gomes, gingou para cima da marcação e bateu firme, mas o goleiro Roffo fez defesa segura para frear o ímpeto do time canarinho.

Daí em diante, porém, o time canarinho não conseguiu criar outras chances de gol e só se aproximou da meta defendida por Roffo através de cruzamentos na área. Aos 28 minutos, por exemplo, o zagueiro Vitão subiu mais alto que a defesa argentina, mas cabeceou nas mãos do goleiro adversário.

Na reta final, o técnico Carlos Amadeu ainda tentou ir para o tudo ou nada apostando nos jovens Toró e Papagaio, do São Paulo e Palmeiras, respectivamente, e quase viu o primeiro fazer o segundo gol aos 40 minutos, quando recebeu passe açucarado dentro da área e livre de qualquer marcação carimbou o travessão. Assim, coube ao Brasil se conformar com mais uma ausência no Mundial sub-20.

Equador campeão

Um pouco mais cedo, o Equador enfrentou a Venezuela, atual vice-campeã mundial sub-20, e não tomou conhecimento dos rivais, vencendo com autoridade, por 3 a 0, e garantindo o título do Sul-Americano da categoria, que até então estava indo para a Argentina.