<
>

Em luto pelo Flamengo, Brasil domina Jogo das Estrelas do NBB e torcida rouba a cena em Franca

O NBB Brasil superou o NBB Mundo por 144 a 92 e ampliou sua vantagem no atual formato do Jogo das Estrelas para 6 vitórias a 3.

Em Franca, a cidade do basquete, o sentimento era uma mistura de luto em homenagem à tragedia de sexta-feira (8) no Ninho do Urubu, e festa, pelo Jogo das Estrelas, que muito prometia.

A torcida francana roubou a cena, como de costume. Após dirigir os melhores pensamentos àqueles que se foram e às famílias que ficaram após o incêndio, o Pedrocão pulsou - apoiando e vaiando.

Jogadores que recentemente passaram por Franca, como Léo Meindl (Paulistano), Leandrinho (Minas) e Jefferson (Bauru) foram recebidos com muitas vaias quando apareciam no jogo. O primeiro dos três ainda recebeu gritos de "É pipoqueiro!" quando ia cobrar lances-livres.

No intervalo, a banda Atitude 67 fez um belo show no meio da quadra, com jogadores e torcedores curtindo muito. Os garotos Didi e Yago, de 19 anos, e Lucas Dias, fizeram questão de ficar com a banda no palco improvisado.

Tributo ao Flamengo

Como nos eventos de sexta-feira, a Liga Nacional de Basquete fez questão de prestar as devidas homenagens ao Flamengo.

Antes de anunciar os titulares da partida, foi respeitado um minuto de silêncio, com uma camisa do clube carioca posicionada sobre a bola do jogo, no centro da quadra.

Os representantes rubro-negros ficaram menos de 24h em Franca, e retornaram ao Rio de Janeiro antes das festividades começarem. Antes da decisão ser tomada, o treinador Gustavo de Conti conversou exclusivamente com o ESPN.com.br, e admitiu "perder um pouco da vontade de participar."

Márcio Dornelles também foi homenageado antes da partida começar. O jogador tem 43 anos e é o atleta mais velho a jogar no NBB. Revelado em Franca, recebeu uma camisa especial do Jogo das Estrelas e foi ovacionado pela torcida presente.

O Cara

Aclamado pelo público no Pedrocão, Lucas Dias, vencedor do desafio de habilidades na noite de sexta-feira, deu show no Jogo das Estrelas.

O ala francano começou com tudo, anotando 11 pontos em menos de sete minutos no primeiro quarto. Chamando a torcida, Lucas terminou a partida com 23 pontos.

Léo Meindl, "contra tudo e contra todos", também foi muito bem, usando as provocações da torcida francana como incentivo e fechando o jogo com 21 pontos e 6 assistências.

Jefferson, muito vaiado no começo da partida, teve sequência absurda no final da partida, acertando seis arremessos seguidos de três pontos (8 de 11 na partida) e terminando a partida com 28 pontos e 11 rebotes - além do troféu de MVP.

Deu Brasil

Do começo ao fim, o domínio dos brasileiros sobre os gringos foi evidente.

O primeiro quarto terminou em parcial de 39 a 16, vantagem suficiente para o Brasil apenas trabalhar em sua manutenção até o fim da partida.

Após o Show do Intervalo, o Time Mundo tentou reagir e animou o ginásio com enterradas de efeito - mas nada foi efetivo, e a vantagem apenas cresceu, fazendo o fim de jogo ser realmente uma festa, encerrada com Didi, amado pela torcida, enterrando com estilo.

Tudo terminou terminou com a vitoria brasileira, a torcida da casa feliz, e mais uma constatação de que Franca é a capital do basquete.


Destaques da partida

Brasil:

Jefferson - 28 pontos e 11 rebotes

Lucas Dias - 23 pontos e 6 rebotes

Léo Meindl - 21 pontos e 6 assistências

Mundo:

Kyle Fuller - 18 pontos

Shamell - 10 pontos e 7 rebotes

Zach Graham - 12 pontos