<
>

Argentino faz a festa da torcida na primeira visita do UFC ao país; Johnny Walker nocauteia em sua estreia

No primeiro evento do UFC na Argentina, no último sábado, a torcida foi para casa com o sorriso no rosto. Graças a Santiago Ponzinibbio.

O meio-médio foi a estrela do evento em La Plata, e nocauteou Neil Magny com um potente golpe de direita que acertou em cheio o queixo do oponente com 2 minutos e 36 do quarto round.

A noite no Parque Roca foi bastante emotiva para o lutador argentino de 32 anos, que atualmente treina na Florida. Com pouco mais de 20 anos ele se mudou para o Brasil, buscando uma melhor qualidade no treinamento. Sua última luta em seu país havia acontecido em 2010.

Após o embate, Ponzinibbio agradeceu os torcedores presentes no ginásio e também aproveitou para provocar o dono do cinturão dos meio-médios, Tyron Woodley.

“Obrigado a cada um de vocês que gastaram tempo vindo aqui. Não imaginam o quão importante significa isso para mim”, disse o lutador que tem 27 vitórias e apenas três derrotas em sua carreira.

“E essa mão direita vai nocautear a todos da divisão. Vou trazer o cinturão para a Argentina. Tyron, te respeito, mas você não tem meu poder. Vou nocautear você”, completou.

Magny teve dificuldades durante toda a noite. Com um chute logo no começo da luta, Ponzinibbio fez o rival mancar e sofrer muito para ficar em pé no quarto round. O argentino mandou o adversário para a lona três vezes apenas neste assalto, sendo duas vezes com chutes.

O único momento de problemas para o argentino veio em um lance acidental no segundo assalto, quando um corte profundo acabou sendo aberto acima de seu olho esquerdo, mas que não diminuiu seu ritmo até a vitória.

Também na noite deste sábado, o antigo desafiante ao título dos penas, Ricardo Lamas, venceu Darren Elkins por nocaute técnico aos 4 minutos e 9 do terceiro round.

Já o brasileiro Johnny Walker não tomou conhecimento do norte-americano Khalil Rountree e venceu sua luta de estreia no UFC ainda no primeiro round, nocauteando o lutador que era apontado como favorito com menos de dois minutos de confronto.

Outro Brasileiro, Cezar Mutante acabou derrotado por decisão unânime para outro norte-americano, Ian Heinisch.