<
>

Mundial de surfe: Carrasco de Medina, Ítalo é campeão em Portugal e vira brasileiro com mais títulos em 2018

Com um show de manobras aéreas, o surfista Ítalo Ferreira não só acabou com o sonho de Gabriel Medina de se tornar bicampeão mundial em Portugal, mas venceu a sua terceira etapa do ano.

Apesar de não estar na briga pelo mundial, agora o brasileiro é o surfista com mais títulos em 2018, sagrando-se campeão de três dos dez eventos até o momento.

Para se sobressair na praia de Supertubos, Ítalo passou pelo francês Joan Duru, carrasco de Filipinho, e conquistou a maior nota da bateria, um 8.50, usando sua arma letal: um aéreo reverse. Seu adversário até esboçou uma reação, mas o dono da lycra 15 estava imparável.

Com a vitória, o atleta se mantém na quarta posição do ranking, agora com 43.070 pontos. Durante o início da temporada, ele até chegou a liderar o campeonato ao conquistar um primeiro lugar em Bells Beach e Bali.

O surfista conta com um bom histórico em Portugal, sendo essa a etapa em que disputou a sua primeira final no circuito da World Surf League, quando enfrentou Filipe Toledo, em 2015, mas acabou com o segundo lugar.

Agora, o campeonato segue para Pipeline, no Havaí, conhecido como ‘templo’ do surfe mundial, onde Filipe Toledo, Gabriel Medina e Julian Wilson disputam o maior título do esporte. Seguem as chances de cada um:

  • Se Gabriel Medina terminar em primeiro ou segundo lugar em Pipeline, ele é campeão Mundial;

  • Se Gabriel Medina terminar em terceiro, Julian Wilson e Filipe Toledo precisam vencer o evento;

  • Se Gabriel Medina terminar em quinto ou 25º, Julian Wilson e Filipe Toledo precisam de um segundo ou um primeiro lugar em Pipe

A etapa acontece entre os dias 8 e 20 de dezembro, com transmissão da ESPN2 e do WatchESPN.