<
>

Tite admite peso de cusparada para não convocar Douglas Costa

Uma das novidades da convocação de Tite para os próximos amistosos da Seleção Brasileira, programados para outubro, na Arábia Saudita, foi, sem dúvidas, a ausência de Douglas Costa. Explicando a opção por deixar o atacante de fora, o técnico da Amarelinha admitiu que o incidente no último jogo da Juventus pelo Campeonato Italiano, em que o mesmo acertou uma cusparada em um jogador do Sassuolo, teve grande peso em sua decisão.

O brasileiro se desentendeu com Di Francesco ao longo do segundo tempo, recebendo cartão amarelo ao dar uma cotovelada e uma cabeçada no adversário, em primeira instância. Já nos acréscimos, deu a cusparada no rosto do rival, foi flagrado pelo VAR e, na sequência, expulso de campo. Para piorar a situação, o camisa 11 ainda sofre de um trauma de uma entorse no tornozelo esquerdo, além de uma distensão no músculo adutor da coxa direita.

“Todos os atletas da seleção que foram à Copa estão habilitados a estarem de volta. As oportunidades vão surgindo e o desempenho é que dirá. Douglas Costa não foi convocado por dois fatores: a lesão e o incidente, ou melhor, o ato de indisciplina”, revelou, em coletiva de imprensa concedida nesta sexta-feira, na sede da Confederação Brasileira de Futebol.

Sem Douglas Costa, os 23 convocados da Seleção Brasileira se reúnem para treinos nos dias 8, 9 e 10 de outubro, já visando os dois amistosos que farão na sequência. No dia 12, o adversário será a própria Arábia Saudita, no King Saud University, enquanto, no dia 16, a Amarelinha encara a Argentina, no King Abdullah Sports City. Ambas as partidas tem início previsto para as 15h (no horário de Brasília).